Testes Psicológicos: Análise e Avaliação na Psicologia

Comece a sentir-se melhor hoje!

Conecte-se com seu terapeuta hoje e assuma o controle de sua vida, assim como nossos 300.000 clientes satisfeitos.

Da Ciência Positiva às Ciências Sociais: Psicologia

A psicologia tornou-se suficientemente inerente da filosofia no final do século XIX para ser considerada um campo de estudo independente. Depois que Wilhelm Wundt estabeleceu o primeiro laboratório de psicologia para estudar processos psicofisiológicos com o método científico, surgiu uma disciplina sistemática separada dos métodos da filosofia na sua jornada para compreender a psique e a mente humanas.

O objetivo do primeiro laboratório de psicologia da história era estudar sistematicamente a natureza humana e responder perguntas com os resultados de pesquisas experimentais. Em suma, a psicologia difere da filosofia porque se baseia num método mensurável e testável.

Embora a jornada da psicologia como ciência positiva tenha sido iniciada pela síntese de René Descartes do conceito alma-corpo com os princípios da física, ela logo evoluiu para uma ciência social. A principal razão para isso é a estrutura complexa da mente, que não é passível de observação.

Testes Psicológicos

A jornada da psicologia, que começou com um laboratório de psicologia fundado por Wilhelm Wundt com o objetivo de encontrar respostas às questões sem resposta sobre a natureza humana, progrediu como ciência social ao buscar respostas a essas questões focando em compreender a nossa natureza e a nós mesmos.

Para compreender a natureza humana é necessário conhecer o indivíduo por si só. Para reconhecer o indivíduo é necessário entender as muitas características dos mesmos, tais como as suas áreas de interesse, os seus talentos, onde são bem-sucedidos ou mal-sucedidos, os seus problemas, onde são fortes ou fracos, os seus julgamentos de valor, atitudes, o ambiente em que foram criados, o seu nível de adaptação individual e social.

Na psicologia, os dados recolhidos por meio de análise e avaliação podem ser usados para tomar decisões, planeamentos e regulações. Isto beneficia tanto o campo da psicologia quanto os próprios indivíduos.

Qual é o Objetivo dos Testes Psicológicos?

Os testes psicológicos surgem da necessidade de medir diferenças qualitativas para reconhecer cada indivíduo. Do final do século XIX até os dias atuais, os testes psicológicos têm sido frequentemente utilizados e ganharam popularidade. Esses testes foram desenvolvidos e colocados em prática até os dias de hoje, principalmente com a necessidade de solucionar os problemas encontrados na educação e na psicologia.

O objetivo dos testes é medir as características dos indivíduos e as diferenças entre eles. A sua maior contribuição é recolher os dados necessários à tomada de decisões individuais e sociais. Os testes psicológicos fornecem informações para o recrutamento de pessoas, para aconselhamento, psicoterapia e para decisões legais. Outros usos e finalidades dos testes psicológicos podem ser resumidos da seguinte forma.

  • Medir o comportamento, sentimentos e pensamentos de uma pessoa
  • Avaliação baseada em dados
  • Geração de dados para entender a sociedade
  • Fornecendo informações para possíveis diagnósticos
  • Prever comportamentos ou problemas futuros de uma pessoa

Quais São as Vantagens e Desvantagens dos Testes Psicológicos?

Os testes psicológicos são fáceis, rápidos e descomplicados de medir. Eles recolhem dados objetivos e confiáveis em comparação com testes baseados apenas na observação. Os dados obtidos nos testes psicológicos aumentam a nossa compreensão dos conceitos psicológicos e abrem caminho para futuras pesquisas científicas. Também é uma grande vantagem que os testes possam sempre ser melhorados.

As desvantagens dos testes psicológicos incluem o facto de medirem o desempenho de um momento pontual do indivíduo. Devido a possíveis fatores como falta de sono, stress intenso, ansiedade de desempenho, etc., o indivíduo a quem o teste é colocado pode ter um desempenho diferente do que normalmente teria.

Quem aplica o teste também pode colocar ou interpretar os testes incorretamente devido a vários fatores. Por esta razão, os dados dos testes por si só não são suficientes para fazer um julgamento definitivo sobre o indivíduo. Mesmo que os testes psicológicos forneçam informações sobre o desempenho dos indivíduos, eles não são conclusivos. Análises adicionais são necessárias ao interpretar os resultados dos testes.

Tipos de Testes Psicológicos

Existem cinco categorias de testes psicológicos, divididas de acordo com sua natureza e finalidade:

Testes de Desempenho

Os testes de desempenho são testes que medem os níveis de conhecimento e aprendizagem dos indivíduos e suas deficiências de aprendizagem. Eles medem o conhecimento e determinam se há testes adicionais que precisam ser feitos. Edward L. Thorndike, um dos pioneiros da psicologia educacional, deu uma grande contribuição para o desenvolvimento de testes de desempenho. Os vários testes e escalas de desempenho usados hoje foram desenvolvidos por Thorndike no final do século XIX e início do século XX.

Os testes de desempenho são mais comumente usados no recrutamento de pessoas e nos exames de admissão do setor industrial e público. O conteúdo dos testes geralmente foca-se na compreensão, recordação e resolução de problemas. Além disso, os exames colocados pelos professores aos seus alunos nas escolas também se enquadram na categoria de testes de desempenho.

Testes de Habilidades

Testes de Inteligência e Habilidades Acadêmicas

Os testes de habilidades são ferramentas de avaliação usadas para medir a competência, a aptidão, as habilidades, os pontos fortes e fracos e o desempenho de uma pessoa em numa área específica.

Olhando para a história dos testes psicológicos, o primeiro teste confiável foi o teste de inteligência Stanford-Binet. Introduzido em 1916, esse teste tinha um total de 30 questões, onde no decorrer de cada questão a dificuldade aumentava. Quando foi colocado pela primeira vez, o teste foi encerrado quando a criança a quem foi administrado respondeu incorretamente a uma pergunta.

Como resultado dos estudos, foram recolhidos dados sobre a média de respostas dadas pelas crianças em cada faixa etária. Na sequência destes resultados surgiram os conceitos de idade biológica e idade de inteligência.

Além dos testes de inteligência atuais, testes de inteligência como o WISC-4 e o WISC-R, que são administrados a crianças de 6 a 12 anos, e o WAIS-III, que é colocado a crianças de 16 anos ou mais , são amplamente utilizados. Os testes de capacidade académica mais comumente utilizados em Portugal são os Exames Nacionais.

Testes Vocacionais

Os testes vocacionais são utilizados para medir e avaliar a probabilidade de uma pessoa ter sucesso na aprendizagem de uma profissão ou no sucesso numa profissão. Existem muitos testes vocacionais em uso hoje. Esses testes são de grande importância para direcionar o indivíduo para a área onde ele poderá ter mais sucesso.

Os talentos únicos dos indivíduos constituem o seu potencial. Através destes testes, são determinadas e orientadas habilidades como destreza manual, acuidade visual, talento artístico (pintura, escultura, música, etc.), habilidade mecânica, habilidades numéricas, etc. Este grupo de teste foca-se em descobrir o que o indivíduo faz de melhor.

Testes de Personalidade

Os testes de personalidade fornecem dados sobre os aspectos pessoais e sociais dos indivíduos. Escalas de avaliação, questionários e inventários são usados para esse fim.

Testes Objetivos/Testes Objetivos de Personalidade

Os testes objetivos de personalidade são caracterizados pela falta de avaliação subjetiva. Eles têm um sistema de pontuação e interpretação padronizados. Esses testes são curtos e descomplicados. Pode-se dizer que a maioria dos testes de personalidade resolvidos com papel e lápis se enquadram nesta categoria.

O teste objetivo de papel e lápis mais utilizado é o Inventário Multifásico de Personalidade de Minnesota (MMPI). Esta prova é composta por 566 questões e é destinada a maiores de 16 anos. O objetivo do teste é detectar transtornos de personalidade.

Um exemplo de teste objetivo é o Inventário de Depressão de Beck. Criado em 1961 por Aeron Beck e posteriormente revisado diversas vezes, este teste consiste em 21 questões e é usado por médicos para medir o humor deprimido e sintomas físicos.

Testes Projetivos/Testes de Personalidade Reflexiva

Os testes projetivos são testes que medem as respostas dos indivíduos a estímulos que não são óbvios. Os indivíduos refletem seus próprios traços de personalidade, imaginação, percepções e processos de criação de significado em suas respostas. Os testes projetivos servem como uma ponte entre o profissional e a pessoa a quem o teste é colocado.

O Teste de Rorschach é o mais conhecido dos testes subjetivos. Desenvolvido no início do século 20, o teste de Rorschach inclui a exibição de 10 cartões com diferentes imagens de manchas de tinta. A pessoa é solicitada a descrever o que vê nesses cartões.

A interpretação do teste é amplamente objetiva, mesmo que as respostas sejam altamente subjetivas. Os profissionais são treinados para avaliar as interpretações do teste de Rorschach, o qual fornece informações sobre as relações entre os objetos, pensamentos, percepções e emoções, funções do ego e necessidades básicas da pessoa testada.

Outro teste projetivo amplamente utilizado é o Teste de Apercepção Temática. Este teste projetivo, também desenvolvido no início do século XX, consiste em 20 imagens diferentes. Cartões com essas 20 figuras diferentes são mostrados ao indivíduo a quem o teste é aplicado e o indivíduo é solicitado a interpretar os cartões. O teste possibilita a interpretação das características do indivíduo como os mecanismos de defesa, as emoções intensas, conflitos e relações com figuras de autoridade.

Testes de Interesses

Os testes de interesse são colocados para determinar quais são os interesses do indivíduo. Tem como objetivo permitir que o indivíduo se conheça e saiba em quais áreas ele tem talento e afinidade. Normalmente são utilizados para determinar em quais profissões os estudantes devem se formar ou nos processos de recrutamento de pessoas.

Por exemplo, o teste de Kuder, um dos testes de interesse mais utilizados, é um teste psicológico colocado para facilitar a escolha profissional de acordo com os interesses dos indivíduos.

Testes de Atitude

Estes testes são utilizados para compreender as atitudes e julgamentos de valor dos indivíduos sobre um determinado assunto. Estes testes permitem-nos compreender as dimensões dos pensamentos, sentimentos e comportamentos dos indivíduos sobre um assunto. Atitudes de Educação Infantil, Teste de Atitude Alimentar e Teste de Atitude Multidimensional para Pessoas com Deficiência são exemplos de testes nesta categoria.

Testes Psicológicos Online

Alguns dos testes de avaliação psicológica são auto-administrados. Pode ter uma noção das características de diversas disfunções psicológicas analisando os nossos testes psicológicos científicos disponíveis na plataforma da Hiwell. Estes são os testes psicológicos que pode fazer gratuitamente no nosso site:

*Os artigos no nosso site não fornecem aconselhamento médico e são apenas para fins informativos. Uma doença não pode ser diagnosticada com base nos artigos. Uma doença só pode ser diagnosticada por um psiquiatra.